Tags » Relatório

Como Imaginar Coisas Que Não Existem: Termina a 31ª Bienal de São Paulo

por Marta Inez Rodrigues Pereira e Roberta Okura

(inicialmente publicado em 12/12/2014)

Mujeres Creando (Bolívia) – Espaço para Abortar, 2014 (http://www.31bienal.org.br/pt/post/1579)

Terminou no último domingo a 31ª Bienal de São Paulo, que aconteceu entre 6 de setembro e 7 de dezembro de 2014 no Pavilhão da Bienal do Parque do Ibirapuera. 1,019 more words

#mercadodearte

Feira PARTE 2014: Mais uma feira de arte que se estabelece no mercado brasileiro

por Marta Inez Rodrigues Pereira e Roberta Okura

(inicialmente publicado em 21/11/2014)

No início de novembro de 2014, aconteceu a quarta edição da PARTE Feira de Arte Contemporânea, realizada no Paço das Artes da USP, com abertura para convidados no dia 5 e para o público dos dias 6 a 9. 512 more words

#mercadodearte

Frieze Art Fair 2014: Uma fama justificada

por Marta Inez Rodrigues Pereira e Roberta Okura

(inicialmente publicado em 03/11/2014)

Frieze London

Vista geral de um dos corredores da Frieze London

A Frieze London deste ano, realizada entre os dias 15 e 18 de outubro no Regent’s Park de Londres, justificou mais uma vez a fama de ser uma das duas melhores feiras de arte do mundo, junto com a Art Basel da Suíça. 1,066 more words

#mercadodearte

ArtRio 14: A consolidação de uma feira jovem no mercado de arte

por Marta Inez Rodrigues Pereira e Roberta Okura

(inicialmente publicado em 17/09/2014)

Entre os dias 11 e 14 de setembro de 2014, nos armazéns do Píer Mauá, no Rio de Janeiro, aconteceu a quarta edição da feira ArtRio. 637 more words

#mercadodearte

sp-arte/2014: mais uma edição, mais um recorde

por Roberta Okura e Marta Inez Rodrigues Peereira

(inicialmente publicado em 17/04/2014)

Terminou. De 2 a 6 de abril, aconteceu mais uma sp-arte no Pavilhão da Bienal, Parque do Ibirapuera, e, como sempre, a Ronya Art Advisory esteve lá para conferir tudo bem de perto. 362 more words

#mercadodearte

Direito de Sequência nas Artes Visuais – no Brasil e em outros lugares

por Marta Inez Rodrigues Pereira e Roberta Okura

(inicialmente publicado em inglês em 31/03/2014)

Normalmente conhecido como droit de suite, o direito de sequência dá ao autor – e, por um período após sua morte, aos seus herdeiros – o direito a uma parte do valor da transação cada vez que seu trabalho é revendido no mercado secundário, ou seja, a partir da segunda vez que é vendido. 698 more words

#mercadodearte